Quem é esse novo consumidor online / e-commerce?

A popularização das tecnologias, sobretudo a Internet, trouxe à tona um consumidor muito mais exigente e conectado. Ele recorre à internet para praticamente tudo, inclusive para procurar produtos e comprá-los onde quer que esteja. Antes de comprar, ele lê blogs e sites, acessa redes sociais, troca informações com amigos e conhecidos e, consequentemente, fica mais bem informado e consciente do que quer. Silvia Aragão, diretora comercial da Orbitall, - site Consumidor Moderno diz que: “Os novos consumidores se sentem imponderados e querem fazer a diferença. Eles são questionadores e têm opinião sobre tudo. A criatividade é outra característica marcante desta geração, que muitas vezes participa da criação de uma startup ou passa a utilizar os seus serviços em função da agilidade, eficiência e redução de custos.”

Cuidado para não deixar seu consumidor frustrado

Portanto, seja transparente e honesto. Pessoas gostam de confiar nos lugares que compram. Com as vendas no e-commerce não é diferente. Através da internet, esse consumidor vai reclamar ou elogiar sua loja e ou produto publicamente nas redes sociais e, principalmente, fazer avaliações e recomendações nos sites de comércio eletrônico. É preciso, porém, garantir que as respostas sejam rápidas, em tempo real, para que ele não se sinta frustrado e desista da compra.

Cabe ressaltar que os usuários da Internet estão sempre “navegando”, e, nesse processo, podem se deparar com algo que ative ou crie uma necessidade. Essas buscas ocorrem nas chamadas "ferramentas de busca" como Google, Yahoo ou Cadê, - que é uma preocupação que o pessoal de marketing tem de ter para garantir que sua loja e ou produto sempre apareçam nas principais posições das listas fornecidas por esses sites.

Nessa busca, o novo consumidor pesquisa preços, fica sabendo da reputação da empresa e leva em consideração, inclusive, a experiência que tem em canais diferentes. “Não é raro ver um consumidor que vai até uma loja física para experimentar um produto e depois efetua a compra pela internet.” É o que diz Michelle Prato, colunista do site Mandaê.  Tudo isso torna a concorrência ainda mais acirrada, portanto, é preciso definir qual é a posição que sua empresa vai ocupar nesse mercado onde a tecnologia impera a cada dia mais.

Se você é lojista de calçados e confecções e tem dúvidas de como fazer para “entrar” no mundo das vendas on-line nós sabemos como lhe ajudar.